Um pouco de mim!

Minha foto
Paulista, 26 anos,me formei em Direito em julho/2011, já tinha passado na OAB...advogada,determinada e com muitas aspirações na vida, sou guerreira e não desisto dos meus planos.Muito, mas muito sincera! Não sou uma pessoa muito fácil de lidar, mas quem conquista minha amizade tem uma amiga fiel e verdadeira! Sempre quis fazer um intercâmbio, mas como sabemos, passar um ano fora só estudando é absurdamente caro, então encontrei na programa Au Pair a opção perfeita pra mim. Aqui estou eu a mais de 1 ano, vivendo em Bryn Mawr, Philadelphia, no Estado da Pennsylvannia. Amo morar aqui e não quero mais voltar para o Brasil! ;-)

terça-feira, 30 de julho de 2013

Paris

PARIS - Segunda parte das férias!


Depois de tanto tempo (quase 8 meses), venho aqui postar algo sobre a maravilhosa Paris! Eu confesso que ultimamente não tem sido falta de tempo para postar, mas é que quando deixamos atrasar muitos posts, começa a dar desânimo de pôr em ordem mas eu farei isso pois isso vai ser meu arquivo pessoal, então mesmo que ninguém mais me acompanhe, eu vou colocar em ordem e atualizar para a posteridade, hehe!!
Fui de Londres para Paris de trem, comprei o ticket pela EuroStar por $68. Cheguei no terminal Garu Du Nord por volta de 12pm e achei o terminal meio bagunçado, difícil de se localizar... Tive que pedir informação várias vezes e apenas um dos funcionários que parei, não falava inglês. Enfim, comprei o ticket, one way 1,70, e fui para o Hostel deixar a mala.
Super recomendo o hostel, organizado, limpo, funcionários educados. (Vide post sobre os gastos). O nome é The Village Hostel e fica super bem localizado, pertinho de uma estação de trem, Place de Clichy e dá para ir andando para a Basilique Du Sacré Coeur, Moulin Rouge e o bairro de Montmartre, que é só boemia, entre outros lugares menos famosos.

Eu fui sozinha e achei o bairro esquisito, sujo e tal, mas não tive problemas, mesmo andando boa parte do tempo sozinha e até mesmo a noite. Sempre bom não dar bobeira, dinheiro eu mantinha no porta dolar (dentro da calça), cuidado com máquina fotográfica, celular enfim, cuidados básicos que devemos ter em qualquer lugar.

Em Paris tem muito árabe e africano, assim como nos EUA tem mexicanos, sabe? Pois é, você não anda um minuto sem topar com um, tem muitos deles vendendo produtos nas escadarias da Basilíca e em outros locais da cidade. E, os homens em geral são cara de pau, te param na rua pra te cantar ou sentam na mesa onde você está e tal, achei até estrando depois da leseira dos americanos! hahaha

Bom, pessoal, como eu demorei demais pra postar sobre essa trip, os detalhes foge da memória, então vou colocar uma lista de lugares que visitei e falar mais um pouquinho no final e com fotinhas, claro.


1° Dia:


Basilica de Sacré Couer - Pertinho do Hostel, fui andando, muito linda a Igreja, uma arquitetura maravilhosa, seja discreto se for tirar fotos, respeite o espaço e sente por uns minutos nas escadarias, dá pra ter uma visão bonita da cidade.







Montmartre - É a vizinhança da Igreja e do Moulin Rouge. Bairro boemio com muitos bares, restaurantes, pintores de rua, cabarés... Também famoso pelo filme O fabuloso Destino de Amélie Poulain, o café usado no filme inclusive, delícia de lugar, rue Lepic n°15, se você amou o filme vale a pena visitar.

Moulin Rouge - Localizado no mesmo bairro, é um dos mais tradicionais cabarés da cidade. Imortalizado pelo filme de mesmo nome, que por sinal eu adorei!! ♫ Diamonds are a girl best friend♫





2° dia:


Eiffel Tower - Você terá opções de subir até metade da torre ou até o topo, eu preferi ir até o topo e me encantei, Paris é maravilhosa, uma visão linda lá de cima e confesso que meus olhos brilharam e eu quase deixei uma lágrima rolar enquanto observava a cidade. Tinha fila para comprar o ingresso mas foi super rápida e custa 14,50 euros. Fui lá de dia só para vê-la pela primeira vez e subi ao topo no final do dia, depois fui novamente a noite para vê-la iluminada, ainda mais magnífica e tirar muitas fotos lindas. Esteja atenta à temperatura, eu fui, em Novembro e estava bem frio, lá em cima um vento cortante. Confesso que ainda quero visitar Paris com o namorado, subir até o topo da torre, observar por algum tempo e depois jantar por lá mesmo, será que é querer demais?! ;-)





Trocadero - Trocadéro é mais que uma praça ou um dos melhores miradouros para apreciar a Torre Eiffel. Nesta zona podemos ver o impressionante Palais de Chaillot e algumas memórias da Primeira Guerra Mundial. Do local fazem parte o Palácio de Chaillot, que abriga diversos museus, jardins, a praça do Trocadero e um grande aquário subterrâneo.
 Vista do Trocadero



Champs Elysees - A avenida mais famosa de Paris, uma das mais famosas do mundo. Caríssima, muitas lojas de grife e restaurantes requintados. Andei pela avenida toda várias vezes, de dia e a noite e, como era Novembro, tive o privilégio de ver algumas luzes de natal já o que deu um charme ainda maior.

Le grand Palais -

Museu do Louvre - Verifique o horário de funcionamento e o valor do ingresso (vide post de gastos com a viagem).Mesmo achando que esse museu dispensa maiores comentários, vamos lá... É maravilhoso desde a arquitetura, famoso pelo livro de Dan Brown, é must see em Paris, reserve pelo menos metade do dia para essa visita. Pelo menos eu gosto de andar pelos corredores, apreciar as obras sem pressa e o museu é gigante. Logo na entrada, pegue um mapa você vai precisar. Me senti amazed por lá, vendo tantas obras de arte que ouvia falar nas aulas de Artes, a sensação é maravilhosa. Confesso que esperava mais da famosa Monalisa, o quadro não é tão grande e vive cercado de gente, o tempo todo, mas é claro que eu tinha que ver. Fui e entrei no museu durante o dia e fui a noite também para tirar fotos do lado de fora, dá um belo cartão postal.




Jardim de Luxemburo - O jardim possui um enorme coleção exuberante estátuas e também com pequenos lagos destinados ao lazer infantil. O jardim inclui também um pequeno teatro de fantoches, um pomar e um restaurante.  Lindo, vale a pena uma caminhada.




Galleria LafayetteA loja principal da Galeries Lafayette fica em Paris é conhecida como Galeries Lafayette Haussmann e tem 10 andares. Sendo que o complexo é formado por mais duas lojas: Lafayette Homme: 4 andares; Lafayette Maison: 5 andares e Lafayette Haussmann: 10 andares. Complexo de lojas que vale a pena ser visitada pela decoração mas para comprar mesmo, nada. Muito cara, aliás, as coisas em geral são caras em Paris, para compras escolha os EUA mesmo. O terraço das Galeries Lafayette oferece uma linda e gratuita vista de Paris, com a vantagem que de lá é possível avistar a famosa torre.





La Chapelle - É uma capela gótica considerada um relicário devido ao valor de obras que fazem parte da capela. Os aspectos mais belos e notáveis da construção, considerados os melhores do seu género em todo o mundo, são os seus vitrais emoldurados por um delicado trabalho em pedra, com rosáceas acrescentadas à capela superior no século XV.

Museu das Armas - Túmulo de Napoleão - Hotel dos Inválidos - Auto explicativo né?! ;-)


3° Dia: 

Centro Georges Pompidou - É um complexo fundado em que abriga museu, biblioteca, teatros, entre outros equipamentos culturais. Infelizmente fui a noite, não entrei, mas gostei da arquitetura, moderna.


Hotel de Ville (Prefeitura de Paris)



Catedral de Notre Dame - A Catedral de Notre-Dame de Paris é uma das mais antigas catedrais francesas em estilo gótico. Iniciada sua construção no ano de 1163, é dedicada a Maria, Mãe de Jesus Cristo (daí o nome Notre-Dame – Nossa Senhora), situa-se na praça Parvis, na pequena ilha Île de la Cité em Paris, França, rodeada pelas águas do Rio Sena. Não pense que precisa ser católico para apreciar essas catedrais ao redor do mundo, eu, por exemplo, não sou. A arquitetura é belíssima, algumas Igrejas/Catedrais contam com verdadeiras obras de arte em suas paredes e vale a pena a visita.

Bastille - Ficou conhecida por ter sido o palco do evento histórico conhecido como a Tomada da Bastilha, em 14 de Julho de 1789, o qual aliado ao Juramento do Jogo da Péla, está entre os fatos mais importantes do início da Revolução Francesa. Mais conhecida por ter funcionado como prisão do século 17 ao século 18. Encontrava-se onde hoje está situada a Place de la Bastille ("Praça da Bastilha") em Paris. Sempre fui apaixonada por história. 



Opera de Paris - Famosa no mundo todo, muita linda vista de fora. Infelizmente mais um lugar que não consegui entrar pelo horário que fui, e, também, pois provavelemnte precisaria de um bom tempo por lá e eu não tinha muitos dias. Não sei como funciona, se dá para fazer visitação ou não, mas vale a pena se informar.


4° Dia: Para o último dia eu deixei os lugares de passagem, como pontes, onde eu sabia que era só parar, tirar fotos etc.

Pont des Arts - Ao se aproximar da ponte – construída entre 1981 e 1984 – você verá alguns pontinhos coloridos tomando forma nas barras de ferro, sāo milhares de cadeados de todas as formas e tamanhos que acabam se tornando a decoração especial do lugar.

Os cadeados são colocados por casais do mundo todo e simbolizam o amor mutuo. Diz a lenda que o casal que prender o cadeado alí e jogar as chaves nas águas do Sena ficará para sempre junto, por isso muitos apaixonados de todas as idades vão até ali e realizam o pequeno ritual: escrever os nomes do cadeado, escolher um lugar nas grades da ponte,que por sinal são super concorridos,  prender e lançar as chaves ao Sena. O resultado é uma ponte alegre e colorida, diferente a cada dia.  Muito romântico, pena que eu ainda não estava namorando em Novembro, mas já avisei para o meu gringo que temos que ir lá colocar o nosso cadeado! <3








Pont De L'alma -  Ponte Parisiense que cruza o Rio Sena, é famosa por ter sido o cenário da morte da princesa Diana. Quando ela morreu eu tinha só 10 anos, mas tenho vagas lembranças das notícias e, eu  não sei a razão mas sempre tive simpatia por ela, anos mais tarde quando assistia entrevistas dela e matérias sobre ela e os trabalhos voluntários que fazia, sempre me passou a impressão de ser uma pessoa tão boa que eu quis visitar o lugar onde ela sofre o acidente e, hoje tem um monumento no formato de uma chama no local. Fiquei surpresa ao ver vários bouquets de flores por lá, dá pra ter noção do quanto ela era querida, mesmo mais de 15 anos após a morte as pessoas ainda a homenageam.







Bom, nem preciso dizer que 4 dias não são suficientes para conhecer Paris. Eu fiquei feliz com o tanto de lugares que consegui visitar, mas isso só foi possível levantando cedo, turistando o dia todo mesmo, voltando para o Hostel só bem tarde da noite, haja energia. Fui para um bar somente uma das noites com um amigo brasileiro que fiz no site Mochileiros.com e foi normalzinho, bar lotado e só música americana tocando, drinks num bucket e os caras te paqueram na cara dura.

Quero muito voltar a Paris com mais tempo, a cidade é linda e tem muitas opções de lazer, museus, teatros, parques. Dessa vez eu tive que ficar nos mais famosos mas ainda terei a chance de me meter nos becos da cidade pra conhecer as coisas pequenas mesmo, fora da rota.

Vale muito a pena experimentar o famoso crepe parisiense, delícia, tem de vários sabores e em cada esquina tem umas bancas ou trailler vendendo.








Algumas dicas que achei poucos dias antes da viagem e que eu não pude aproveitar dessa vez, mas talvez VOCÊ possa:



Gratuito e pouco conhecido dos turistas é o “Musée de la Vie Romantique” (Museu da Vida Romântica). Pequeno e cheio de charme, ele fica escondido em uma ruazinha do boêmio bairro de Pigalle e pode ser visitado em menos de uma hora. O acervo tem móveis, telas e esculturas que pertenceram à escritora George Sand, companheira de Chopin, e pinturas de Eugene Delacroix, além de outros artista do período romântico. Mas o maior atrativo é o jardim do salão de chá do museu, que fica aberto de abril a outubro e é um bom lugar para fazer uma pausa entre duas visitas.

O site newparistours.com conta com passeios diários que passam por pontos emblemáticos como a torre Eiffel, a Île de la Cité, o museu do Louvre e sua pirâmide. Os tours ocorrem duas vezes ao dia e duram 3 horas e meia. São gratuitos e com explicações em inglês.

Os programas a seguir não são de graça, mas quase. A Opera Bastille oferece 32 lugares a apenas 5 euros para todos os espetáculos da casa. Para consegui-las, é preciso se apresentar na bilheteria uma hora e meia antes do espetáculo. Cada pessoa pode comprar duas entradas. O único problema é que, por este preço, os lugares sentados não são garantidos. Mas, considerando que a entrada de uma ópera pode custar até 300 euros, o desconforto compensa.
 

Conhecido por suas representações de Molière, o tradicional teatro da Comédie Française, fundado por Luis XIV em 1670, também oferece 65 lugares a 5 euros, todos os dias. Para consegui-los também é preciso chegar com antecedência na sala Richelieu. Nas primeiras segundas-feiras de cada mês, estes lugares são gratuitos para quem tem menos de 28 anos.



Museus
Museu do Louvre
Endereço: Musée du Louvre, Paris, França (metrô Palais Royal - Musée du Louvre)
Horário: das 9h às 18h (fechado nas terças-feiras)
Site: www.louvre.fr

Museu D'Orsay
Endereço: 62 Rue de Lille, Paris, França (metrô Solférino)
Horário: de terça a domingo das 9h30 às 18h (na quinta-feira, abre até as 21h).
Site: www.musee-orsay.fr



Centro Georges Pompidou
Endereço: 19 Rue Beaubourg, Paris, França (metrô Rambuteau)
Horário: de 11h às 22h (fechado nas terças-feiras)
Site: http://www.centrepompidou.fr/




Musée Rodin
Endereço: 79 Rue de Varenne, Paris, França (metrô Varenne)
Horário: De terça a domingo, das 10h às 17h45 (de 1° de outubro a 31 de março o jardim fecha às 17h).
Site: www.musee-rodin.fr




Museu Carnavalet
Endereço: 29 Rue de Sévigné, Paris, França (metrô Saint-Paul ou Chemin vert).
Horários: De terça a domingo, das 10h às 18h (entrada até as 17h15)
Site: http://carnavalet.paris.fr



Musée de la Vie Romantique
Endereço: 16 Rue Chaptal, Paris, França (metrô Pigalle).
Horário: De terça a domingo, das 10h às 18h (fechado nos feriados).
Site: vie-romantique.paris.fr



Hôtel de Ville
Endereço: 5 Rue de Lobau, Paris, França (metrô Hôtel de Ville)
Horários: De terça a domingo, das 10h às 19h (fechado nos feriados)
Site: www.paris.fr
 


Galerias Lafayette
Endereço: 40 Boulevard Haussmann, Paris, França (metrô Chaussée d'Antin - La Fayette)
Horário: das 9h30 às 20h (fechado nos domingos)
Site: http://haussmann.galerieslafayette.com/
 

Panaméé
Quando: Terceira quinta-feira do mês, das 19:00 às 22:00 horas. Não precisa fazer reserva.
Informações: www.rando-paris.org/-Calendrier-du-Comite-.html



Newparistours.com
Quando: Diariamente, das 11h às 13h, saída no metrô Saint Michel. Reserva obrigatória pelo site.
Informações: www.newparistours.com/daily-tours/paris-free-tour.html
 

Antes da viagem eu postei no site dos Mochileiros.com pedindo dicas e se alguém estaria por lá também para turistarmos juntos, conheci o Alexandre, brasileiro que mora em Paris a 10 anos, ele me levou para passear de moto quase todas noitees, muito obrigada, Alê. Pensa percorrer toda a Champs Elysee de moto, passar pela Torre, pela Prefeitura, muita emoção, gente!!


Bom, pessoal, por hoje é só, desculpem o super atraso e a falta de detalhes mas minha vida está conturbada com essa coisa de college, namorar etc, 24 hrs é pouco!! Espero que tenham gostado e comentem!  Beijos!

Um comentário: